ECO NEWS

Loading...

domingo, 16 de janeiro de 2011

Você faz Xixi no banho?


Se ficou com carinha de nojo, pode parar com isso! O papo é bem sério. A ONG SOS Mata Atlântica, no intuito de promover a economia de água e a sustentabilidade do planeta, lançou uma enquete no mínimo curiosa. Ao acessar o site www.xixinobanho.org.br, o internauta responde, de cara, a pergunta que não quer calar: você faz xixi no banho?
O site, que incentiva a prática do xixi no chuveiro, garante que o ato não é nada de nojento. Segundo a ONG, o xixi é composto por 95% de água, sendo que os demais 5% possuem substâncias como uréia e sal.
Fazendo xixi no banho, cada pessoa economiza pelo menos uma descarga por dia, e vale lembrar que as descargas se utilizam do reservatório de água potável das cidades. O xixi no banho, portanto, economiza água potável.
O site traz ainda algumas outras informações interessantes, como o fato de que, na região sudeste, 80% da água que uma pessoa gasta durante o dia é dentro do banheiro (na pia, no chuveiro e no vaso sanitário).
Mais que uma divertida curiosidade, a enquete propõe uma reflexão sobre o desperdício de água no dia-a-dia e sobre como pequenos atos podem ajudar todo mundo a viver no tão desejado mundo melhor.

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

PROJETO: Meio Ambiente


“Preservando que se aprende”









PÚBLICO ALVO: Crianças da Educação Infantil (1 a 5 anos)
DURAÇÂO: 1 ano
JUSTIFICATIVA: Atualmente, uma das limitações que existe refere-se ao ponto de vista metodológico. As pessoas sabem muito sobre o tema meio ambiente, mas não sabem atuar para resolver os problemas. Há uma grande diferença entre falar sobre o tema e fazer Educação Ambiental. Em geral, a mídia e os professores já falam bastante sobre questões ambientais, mas precisam avançar em direção à Educação Ambiental, que envolve mudança de valores e atitudes dos adultos e ensino desses novos valores e atitudes para as crianças na escola. O bom educador sabe que exemplos consistentes educam. Uma estrutura que use com consciência os recursos naturais (como a água e a energia) e seja acessível (tanto em sua estrutura física quanto nas ações cotidianas) favorece a apreensão de conceitos socioambientais e a construção de novos valores e atitudes. Esse projeto tem como objetivo despertar desde cedo nas crianças a consciência ecológica, e a necessidade de uma vida sustentável, possibilitando as crianças serem agentes de mudança positiva na realidade que as cerca.
OBJETIVO GERAL: As ações de Educação Ambiental são bem vindas em qualquer contexto. Entretanto, a sustentabilidade deve ir além da concepção romântica de meio ambiente. É preciso criar a consciência crítica em nossas crianças para compreenderem que a sustentabilidade envolve as dimensões políticas, sociais e culturais da sociedade.
Portanto esse projeto tem como objetivo de desenvolver nos alunos autonomia e independência para agir em seu meio, proporcionando mudanças nas atitudes das pessoas que compõem seu grupo social, proporcionando a formação de hábitos com relação a utilização dos recursos naturais, bem como a necessidade de levarmos uma vida mais sustentável.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
  • Promover a realização de trabalhos coletivos e a cooperação entre alunos e professores, entre a escola e a comunidade para a transformação humana e social, tendo em vista a responsabilidade de todos para a preservação e manutenção do meio ambiente;
  • Possibilitar a construção da consciência ecológica para um mundo diferente e transformador;
  • Observar fatos e situações de análise e separação de todos os tipos de lixo;
  • Desenvolver a criatividade e a sustentabilidade através da confecção de brinquedos e instrumentos variados a partir de material reciclável;
  • Desenvolver os diversos tipos de leitura e escrita através da observação e manuseio dos materiais recicláveis (rótulos e outros);
  • Desenvolver a oralidade e a socialização através de atividades coletivas;
  • Reconhecer o que é adubo orgânico (húmus) e a sua importância, para a saúde, e para nossa alimentação, além de saber utilizá-lo em nossa prática diária (horta).
DESENVOLVIMENTO: O Projeto “Meio Ambiente: Preservando que se aprende”, será desenvolvido através de temas específicos, que priorizará durante todo o ano letivo, ações voltadas para a preservação do meio ambiente, envolvendo os alunos e instigando-os a vencer desafios e conquistarem seu próprio conhecimento.
Diante de um projeto tão abrangente é preciso trilhar vários caminhos, para se alcançar objetivos, como os abaixo:
  • Água (março e abril);
  • As plantas e os animais e sua importância em nossas vidas (maio e junho);
  • Reduzir, Reutilizar e Reciclar (julho, agosto e setembro);
  • Oficinas (outubro, novembro e dezembro).
A abertura do projeto acontecerá com a participação dos funcionários da instituição, as crianças e seus familiares e juntos participarão de reuniões e eventos sobre o tema (apresentações artísticas, passeatas educativas, palestras e exposições de materiais confeccionados. Com essa aproximação, a escola possibilitará que as famílias também apliquem ações sustentáveis do projeto em seu dia a dia.
ÁGUA: Desde cedo é muito importante que as crianças saibam a importância da água em nossa vida, que ela não é um recurso inesgotável, que temos que usá-la de maneira sustentável, e como cada um de nós pode contribuir para a preservação e consumir com consciência esse líquido tão precioso para todos.
SUGESTÕES DE ATIVIDADES
  • Leitura e análise de histórias infantis, (Água – Gota de vida/ O segredo das águas/ Os 10 mandamentos para se economizar água);
  • Filme: Turma da Mônica em: ‘Água! Vamos economizar! (Autor: Márcio Araújo), etc;
  • Visita a estação de tratamento de água (COPASA ou SAAE);
  • Dramatização e apresentação de danças.
OBS.: Para a direção, a coordenação pedagógica, os professores, funcionários e alunos:
  • Implantação de lembretes nas paredes, a prática de fechar torneiras durante a lavagem da louça, a escovação dos dentes e a limpeza do edifício. Se houver espaço e recursos, construir cisternas é uma boa opção para coletar a água da chuva, que pode servir para lavar o chão e regar áreas verdes.
Energia Incentivar a todos, com conversas e avisos perto de interruptores, a desligar a energia quando houver luz natural ou o ambiente estiver vazio; efetuar a troca de lâmpadas incandescentes por fluorescentes, mais econômicas e eficientes, e fazer a manutenção periódica de equipamentos como geladeiras e freezers. 
Resíduos Caso não haja coleta seletiva pelo serviço público, deve-se buscar parcerias com cooperativas de catadores. Além disso, é possível substituir, sempre que possível, sulfite, cartolina, isopor e EVA por papel craft reciclado e trocar o cimento pela terra prensada na construção de alguns equipamentos, como bancos no jardim.
Biodiversidade Investir no aumento da superfície permeável e de áreas verdes cria espaços para o desenvolvimento de espécies animais e vegetais, além de refrescar o ambiente, diminuir a poeira e aumentar a absorção de água da chuva.

AS PLANTAS, OS ANIMAIS E SUA IMPORTÂNCIA EM NOSSAS VIDAS: Para que as crianças percebam como o desequilíbrio ambiental, interfere em nossa qualidade de vida, é necessário despertar nelas, o amor aos animais e a necessidade do cuidado com as plantas, bem como a importância desses dois itens para a preservação da nossa própria espécie.
SUGESTÕES DE ATIVIDADES
  • Fazer relatos claros sobre esse fato usando pesquisas reais e exemplos que fazem parte da realidade de vida da criança (EX: Pernilongo/Mata cicliar/Homem);
  • Trabalhar os diversos ecossistemas, e relacioná-los aos habitats dos animais em estudo;
  • Filmes envolvendo a Fauna e a Flora (A era do gelo/Rei Leão/Nem que a vaca tussa/Vida de Inseto);
  • Classificação das plantas em ornamentais, comestíveis e medicinais;
  • Diferenças entre animais selvagens e domésticos; Plantio de sementes e preparo de canteiros com adubo orgânico;
·         Fazendo composteira para a destinação do lixo orgânico e a produção de adubo, implantar programas contra o desperdício de comida e promover o uso e o descarte corretos dos produtos de limpeza.
  • Leitura de histórias infantis (O caminho para o vale perdido/ A dança dos bichos/ Bambi/ o sanduíche da Maricota);
  • Estudo de algum animal (Pintinho/coelho/ que pode ser levado para escola)
  • Fazer uma tabela com nomes de alguns animais escolhidos pelas crianças e depois fazer levantamento de questões como: Como é seu corpo, como se movimenta, onde vive, o que come;
  • Imitações dos sons e gesto dos animais. Pintura no rosto das crianças com temas de animais trabalhados; Dramatização de histórias envolvendo floresta e animais, (O grande rabanete) etc.


REDUZIR, REUTILIZAR, RECICLAR: É muito importante que as crianças saibam o significado desse tema e sua importância na sustentabilidade da vida no planeta.
SUGESTÕES DE ATIVIDADES
  • Murais com classificação de materiais recicláveis;
  • Confecção de cartazes e desenhos sobre o tema;
  • Escolha do melhor trabalho para ser a logomarca do projeto;
  • Ouvir as crianças e com elas montar poesias e músicas sobre o tema;
  • Confeccionar vasilhames apropriados para a coleta seletiva do lixo, reconhecendo as cores da reciclagem;
  • Promover passeatas educativas sobre o meio ambiente, reciclagem, água, etc.
  • Excursão ecológica pelo bairro ou município, orientando a população sobre a importância da sustentabilidade, destinação do lixo, desperdício de água, etc.
  • Realização de teatros;
  • Promover palestras para as crianças e a comunidade escolar sobre doenças, hábitos de higiene, aproveitamento dos alimentos, reciclagem, etc.
  • Quando e quais são os dias da semana acontece a coleta seletiva na rua da escola;
  • Questionamentos ( o que se ganha com a reciclagem, onde o lixo é despejado);
  • Montar uma campanha educativa “Lugar de lixo é no lixo”;
  • Realizações de leitura de livros infantis como: (viva a cidadania, Planeta Terra: nossa casa!)

OFICINA: É vital nos conscientizarmos sobre a importância do meio ambiente para a sobrevivência da nossa espécie!
Tornar nossa presença no planeta sustentável, diminuindo o impacto ambiental só é possível através da educação. Quanto mais cedo a criança for ensinada a importância da sustentabilidade, da coleta do lixo, da importância de economizar e utilizar a água e a energia de forma consciente, maior será a eficácia do trabalho.
SUGESTÕES DE ATIVIDADES
  • Confecção de brinquedos variados com garrafas pet. Ex: jogo de boliche, biboquê, vai e vem, etc.
  • Confecção de quebra-cabeças, jogos da memória, entre outros utilizando caixas de creme dental e outras;
  • Confecção de bandinha usando latas de tintas e outras;
  • Confecção de materiais pedagógicos e enfeites domésticos (flores, castiçais, latas de mantimentos, cestas, vasos decorativos, estojos escolares, porta lápis, etc;
  • Utilizar em trabalhos artísticos recursos naturais encontrado na natureza como: areia, carvão, argila, folhas, etc;
  • Confecção de materiais pedagógicos e enfeites domésticos com materiais recicláveis;
  • Construção de uma casinha de caixas de leite (cenário de teatro – casinha da Dona Baratinha, etc.).

CULMINÂNCIA
  • Exposição de fotos dos trabalhos realizados durante o ano;
  • Exposição dos materiais confeccionados, para visitação pública;
  • Apresentação de números artísticos (músicas, poesias, etc);
  • Premiação do trabalho escolhido para logomarca;
AVALIAÇÃO
Retomar os objetivos do projeto, recordando o que a escola espera alcançar, e questionar se eles foram atingidos, total ou parcialmente. Montar uma pauta de avaliação sobre cada item trabalhado e retomar aqueles que merecem mais aprofundamento. Avaliar também o envolvimento da equipe e dos alunos, se todos estão interessados na questão ambiental e se eles mudaram as atitudes cotidianas em relação ao desperdício e ao consumo.